Ação “De Bike ao Trabalho” traça um pequeno perfil do Ciclista da Zona Oeste

/, Pesquisa/Ação “De Bike ao Trabalho” traça um pequeno perfil do Ciclista da Zona Oeste

Ação “De Bike ao Trabalho” traça um pequeno perfil do Ciclista da Zona Oeste

Como pedalam os ciclistas da Compensa que usam a bicicleta como meio transporte.

No dia 12 de maio deste ano, o Bike Anjo Manaus em parceria com o Pedala Manaus realizou uma blitz para ciclistas dentro da programação do “De Bike Ao Trabalho 2017” promovida anualmente pela rede Bike Anjo em Todo o Brasil. A pesquisa também teve apoio da Água Mineral Yara, Nando Ciclopeças e H. F. Hortifruti.

A ação ocorreu na Avenida Brasil, bairro da Compensa, no período das 06h30 às 07h30, onde uma tenda foi montada para distribuição de cartilhas, folders, CTB’s de Bolso, adesivos, água e frutas, além de mecânicos que faziam pequenos ajustes ou reparos nas bicicletas dos ciclistas que ali passavam indo ou voltando do trabalho

Além de disso, na ocasião, foi feita uma mini-pesquisa para identificar o perfil dos ciclistas naquela região. No período de uma hora, foram entrevistados 42 ciclistas e alguns números foram surpreendentes.

O principal motivo para uso da bicicleta é a rapidez e a praticidade. 57% dos percursos tem entre três e cinco quilômetros o que demostra mais uma vez a eficiência deste modal em curtas distâncias. O baixo custo também é um dos motivos que levam as pessoas a usarem a bicicleta nessa região da cidade. 60% dos ciclistas usam a bicicleta em seis dias da semana e 60% deles tem entre 27 e 49 anos.

Os números demostram uma grande vocação desta região para o uso da bicicleta, por vários motivos. O bairro, além de ter uma grande concentração populacional, possui vários prédios públicos, centros comerciais, feiras, mercados e ruas estreitas, onde a bicicleta sai na dianteira por possibilitar deslocamentos rápidos e com baixo custo.

Os números evidenciados na pesquisa mostram que a realidade resiste a toda falta de incentivo e estrutura para o uso da bicicleta e que, se a presença do Poder Público no bairro fosse eficaz com políticas públicas consistentes no sentido de proteger quem já adota meios ativos de transporte e de estímulo ao seu uso, muito mais pessoas experimentariam a bicicleta entre outros meios de transporte ativo. 

É bem verdade que já há alguns anos o poder público municipal anunciou um projeto de ciclovia que corta a principal avenida do bairro, ligando-o a Ponta Negra e ao centro da Cidade, entretanto, esse projeto, até o momento, não saiu do papel.

By | 2017-11-18T18:02:42+00:00 novembro 3rd, 2017|Cicloativismo, Pesquisa|Comentários desativados em Ação “De Bike ao Trabalho” traça um pequeno perfil do Ciclista da Zona Oeste

About the Author: